Compartilhe...

Share
    • 05 OUT 17
    • 0

    Uma das dúvidas mais comuns entre as pessoas que estão começando a pesquisar sobre tratamentos odontológicos é referente a qual é a melhor idade para colocar aparelho ortodôntico. Aliás, a dúvida é mais frequente entre pais que têm filhos pequenos ou adolescentes, já que o uso de aparelhos é mais comum nessa fase.

    Mas afinal de contas, existe uma idade correta para começar um tratamento ortodôntico? Quão cedo deve-se pensar em aparelhos para crianças? E os adultos também podem se beneficiar desses tratamentos? Bom, vamos esclarecer essas dúvidas neste post.

    Com que idade deve-se colocar aparelho ortodôntico?

    Embora o uso de aparelhos seja mais comum entre crianças e adolescentes, pacientes de qualquer idade – com problemas ortodônticos – podem ser beneficiados por tratamentos do tipo. Em outras palavras, o uso de aparelhos ortodônticos pode ser eficaz mesmo em adultos.

    De qualquer forma, a idade ideal para a colocação de aparelhos é a partir dos 5 anos, já que a partir desta idade os ossos e músculos da cabeça e boca ainda estão se formando – o que faz com que os dentes sejam alinhados com maior facilidade.

    Quais são os benefícios do tratamento ortodôntico infantil?

    Como é bem comum que pais procurem tratamentos ortodônticos para os seus filhos desde cedo, é interessante entender os benefícios dessa prática.

    Em termos gerais, o tratamento ortodôntico precoce pode resolver problemas mais sérios relacionados a mordida. Os aparelhos também podem ser adequados para tratamentos em que é preciso criar espaço na boca para que os dentes adultos nasçam no local apropriado.

    Finalmente, o tratamento precoce também pode ajudar a prevenir o trauma físico e emocional que pode resultar de dentes da frente mal posicionados. Sabemos que, infelizmente, um sorriso não alinhado pode ser alvo de provocações na escola – o que pode causar traumas de estima nos pequenos. Não bastasse isso, os dentes desalinhados também são propensos a ferimentos – particularmente ao praticar esportes – e são difíceis de serem higienizados.

    No entanto, pais devem discutir com o ortodontista e com os próprios filhos antes de começar o tratamento ortodôntico. Até porque, é natural querer que seu filho tenha um sorriso bonito o mais rápido possível, mas, no final das contas, como já afirmamos, não há uma “melhor” idade para se submeter a um tratamento ortodôntico. O início correto pode variar de criança para criança e depende de como o assunto será tratado.

    Lembre-se que o tratamento e a mudança precisa ser bem vista pelo pequeno paciente também, daí a importância do acompanhamento por profissionais de qualidade.

    Quem te ajuda a decidir a melhor idade é o ortodontista

    É importante lembrar que o mais indicado a fazer na hora de decidir com que idade colocar aparelhos ortodônticos é visitar um especialista.

    A avaliação ortodôntica em qualquer idade é sempre uma boa ideia. A consulta com o seu ortodontista permite que ele verifique se há algum problema referente ao alinhamento da sua arcada dentária e qual é a melhor solução.

    No caso específico das crianças, recomendamos que você leve-as para a primeira avaliação ortodôntica quando elas tiverem com idade a partir de 5 anos. Como os ossos e dentição ainda estarão se formando, a maioria das crianças dessa faixa etária têm uma mistura de dentes adultos e de leite, o que ajudará o ortodontista a determinar se há algum problema no desenvolvimento da arcada dentária (como desalinhamento dos maxilares, aglomeração ou sobremordida).

    E mesmo no caso de pacientes adultos, é importante ressaltar que os ortodontistas têm treinamento especializado para saber quando e como é apropriado tratar, quando esperar e quando não é necessário tratamento. Os ortodontistas são os clínicos mais qualificados e experientes que podem gerenciar todos os problemas de alinhamento do dente e do maxilar e somente eles podem determinar o melhor momento para tratar um problema ortodôntico específico, seja o paciente criança, adolescente ou adulto.

    Se você ainda tem alguma dúvida, entre em contato com a gente e agende uma consulta!