Compartilhe...

Share
    • 28 SET 17
    • 0

    Se o seu ortodontista sugeriu, ou você está avaliando a necessidade de algum procedimento ortodôntico, saiba que quando bem executado, o tratamento é capaz de melhorar a sua saúde bucal e a aparência do seu sorriso. Por isso, antes de mais nada, é importante que você saiba quais são os tipos de ortodontia, e qual é o tratamento mais interessante para o seu caso.

    Como já explicamos aqui no blog, a ortodontia é uma especialidade odontológica focada na prevenção e correção dos problemas relacionados ao alinhamento dos dentes e a posição da arcada dentária e dos ossos maxilares. Nessa especialidade, os tratamentos são divididos em três grandes tipos, e é deles que falaremos neste post.

    Os tipos de Ortodontia

    Na hora de decidir o tipo e o tratamento mais adequado para você, o seu ortodontista vai avaliar a condição dos seus dentes. Para isso, você fará exames envolvendo Raio-X, moldes da sua arcada dentária e fotografias do seu sorriso.

    Há três tipos de Ortodontia, e o mais apropriado para você deve ser avaliado juntamente com o seu ortodontista, já que os procedimentos vão depender do problema exato da sua arcada dentária.

    1 – Ortodontia Corretiva e Convencional

    A ortodontia corretiva (também conhecida como Convencional) é o procedimento clínico ortodôntico mais comum. Ele permite a correção do alinhamento e do posicionamento dos dentes por meio do uso de aparelhos ortodônticos fixos e/ou removíveis.

    Esse tipo de ortodontia é mais popular entre crianças e adolescentes, especialmente porque são comumente mais indicadas para tratamentos no final da dentição mista e início da dentição permanente.

    Com o passar do tempo, a tecnologia também chegou aos consultórios e os aparelhos ortodônticos para tratamentos corretivos ficaram cada vez mais discretos e confortáveis. Então, é bem provável que você encontre aparelhos funcionais e com diferentes designs para melhor se adequarem a sua necessidade.

    2 – Ortodontia Veloz

    Como o próprio nome indica, na Ortodontia Veloz são braquetes modernos que não necessitam de “borrachinhas” para segurar os fios ortodônticos, facilitando a movimentação dentária. Mas não é só isso, também são utilizados fios com ligas de alta qualidade, desta forma a combinação da ausência das borrachinhas, com fios de última geração proporcionam uma ortodontia com menos atrito, facilitando o deslize dos fios pela canaleta dos braquetes, o que induz modificações e vantagens clínicas como a simplificação do tratamento ortodôntico, redução do número de visitas clínicas e do tempo de tratamento.

    Isto é, uma ortodontia veloz, mais simples, rápida e fisiológica. Ideal para adultos que dispõe de pouco tempo para as consultas e que tem pressa em terminar o tratamento. As Manutenções podem ser feitas a cada 45 dias. Ideal para pessoas que viajam muito e tem pressa em terminar o tratamento (média de 18 a 20 meses para pacientes adultos).

    A Ortodontia veloz necessita de menos consultas no tratamento, menos força e mais fisiológico!

    3 – Ortodontia Preventiva e Interceptiva

    A Ortodontia Preventiva e a Ortodontia Interceptiva buscam prevenir e tratar problemas bucais de forma precoce, ou seja, antes mesmo que eles sejam percebidos pelos pacientes.

    De maneira mais clara, na Ortodontia Preventiva O ortodontista faz o acompanhamento do crescimento da face, monitoramento das irrupções dentárias da criança (e intervém quando necessário).

    Com a Ortodontia Preventiva ela tem grandes perspectivas de possuir dentes saudáveis e bonitos com o mínimo de intervenções possível. Aceitando o que é normal para idade e intervindo no que é inadequado ou prejudicial.

    A Ortodontia Preventiva também atua com avaliação, orientação e remoção de hábitos deletérios, indicação para fonoaudiólogas (deglutição e dicção atípicas entre outros) e otorrinos (problemas respiratórios, trazem grandes deformidades nas arcadas dentárias).

    Já na a Ortodontia Interceptiva o objetivo é barrar uma situação de anormalidade já existente. Nesses casos, normalmente os problemas estão relacionados a má posição dos dentes ainda na infância.

    Qual tipo de ortodontia é o melhor para você?

    Só quem pode dar essa resposta corretamente é o seu ortodontista. Por isso, destacamos a importância de visitas periódicas ao dentista.

    Além disso, vale lembrar que tratamentos ortodônticos não são apenas para crianças e jovens. Engana-se quem ainda pensa assim. Na verdade, muitos dos problemas ortodônticos podem ser corrigidos também em adultos.

    Então, agora que você sabe quais sãos os tipos de ortodontia, continue nos acompanhando aqui e em nossas Redes Sociais. Se você ainda tem alguma dúvida, entre em contato com a gente e agende uma consulta!

    Fonte: DT Science