Compartilhe...

Share
    • 09 NOV 17
    • 0

    Se você pretende começar um tratamento ortodôntico, precisa saber antes de mais nada que a parte mais importante do trabalho do ortodontista é o planejamento. O plano de tratamento ortodôntico é o que vai reunir todas as informações sobre o diagnóstico do problema, como serão os procedimentos para o alinhamento dentário, os objetivos do tratamento, a previsão de tempo necessário para a correção do sorriso e quais serão as melhores opções de aparelhos para o uso do paciente.

    O bom planejamento é resultado de uma cooperação mútua entre dentista e paciente. Então, se você está na etapa de planejamento ortodôntico, fique atento! É nessa fase que a maioria das suas dúvidas em relação ao tratamento serão esclarecidas. Você também ficará ciente sobre alternativas de tratamento e dos prós e contras de cada procedimento.

    Para auxiliar a você que deseja saber um pouco mais sobre o assunto, preparamos esse post com o que você precisa saber sobre planejamento ortodôntico:

    O planejamento ortodôntico

    Todo tratamento ortodôntico começa com uma fase de diagnóstico e planejamento. Nele, o dentista fará uma série de exames para analisar o histórico da saúde bucal do paciente, e quais os principais problemas em relação ao alinhamento do sorriso. Esses exames incluem avaliações médicas, criação de moldes, impressões de mordida, fotografias e raio-x.

    Depois que o ortodontista registra e analisa toda a informação obtida por meio dos exames, ele desenvolverá um planejamento do curso de tratamento. Mesmo que nas primeiras consultas, antes mesmo dos exames, você já tenha discutido algumas opções de tratamento com o seu dentista, saiba que só depois que todas as informações referentes aos exames são revisadas pelo ortodontista que será possível fazer um planejamento detalhado de tratamento.

    Como é feito o planejamento?

    Depois que o paciente fizer todos os primeiros exames, e o ortodontista já tiver em mãos as impressões e o resultado dessas avaliações, será marcada uma nova consulta. Esse novo encontro dura cerca de uma hora e nele o profissional deve discutir com o paciente quais foram os diagnósticos, o plano de tratamento traçado, as opções alternativas de tratamento, e os riscos e complicações de todas as escolhas.

    Essa conversa é crucial para que o paciente resolva todas as suas dúvidas em relação ao tratamento, e ao resultado esperado. É bem provável que durante a consulta de planejamento, o ortodontista fará uma explicação bem clara sobre os problemas do paciente com a mordida, que podem ser aglomeração, espaços, dentes quebrados e faltantes, sobremordida, apinhamento e desalinhamento, problemas de simetria, diferenças de tamanho do dente, posição do maxilar e preocupações de crescimento, etc.

    Esses problemas serão discutidos em detalhe, fazendo referência às fotografias, raiosx e modelos dos dentes realizados durante a consulta dos registros. Se o seu ortodontista não propõe uma explicação detalhada, é seu dever fazer perguntas.

    Para que serve o planejamento ortodôntico?

    O plano de tratamento serve para que o dentista possa projetar as soluções em relação aos problemas dentários discutidos no diagnóstico. Quais serão os aparelhos específicos e as recomendações de tratamento, qual será a duração do tratamento e a

    importância da cooperação do paciente em todas as etapas.

    Como o planejamento ortodôntico depende da colaboração do paciente, durante as consultas, haverá também a discussão de opções alternativas de tratamento, incluindo o não tratamento.

    A importância do planejamento do ponto de vista do paciente

    Se você é paciente, saiba que você pode e deve estar ciente de todas as opções de tratamento antes de decidir sobre um plano específico. É que cada opção possui vantagens e desvantagens significativas, o que pode ajudar no processo de tomada de decisão. Alguns pacientes podem ter muitas opções de tratamento, enquanto outros podem ter apenas uma ou outra. Tudo depende das situação da saúde bucal de cada paciente e de quanto ele está disposto a investir para um sorriso bonito. A decisão
    sobre o tratamento certo é conjunta e deve ser acordada entre paciente e dentista.

    Portanto, sempre que houver alguma confusão ou dúvida, peça ao ortodontista por esclarecimentos.

    Depois de finalizar a etapa de planejamento ortodôntico, será a hora de instalar o seu aparelho e seguir o tratamento para ter um sorriso dos sonhos.

    Você ainda tem alguma dúvida? Entre em contato com a gente e agende uma
    consulta!