Compartilhe...

Share
    • 27 NOV 17
    • 0

    Quando o assunto é a correção de dentes que estão desalinhados, os aparelhos ortodônticos podem fazer maravilhas. Mas para obter os melhores resultados, você vai ter que cooperar com o seu ortodontista quando o assunto é higiene bucal.

    A boa higienização é essencial para que o tratamento seja cumprido em seu tempo correto, de acordo com o planejamento ortodôntico.

    Você deve saber que limpeza básica dos dentes é simples e se resume a três passos: escovação, uso de fio dental e enxaguante bucal regularmente. Acontece que quando se está utilizando aparelho ortodôntico, todos os braquetes e fios fazem com que essas tarefas simples se tornem um pouco mais difíceis de serem executadas.

    Higienização do aparelho ortodôntico: o que você deve saber

    Por isso separamos algumas técnicas que podem ajudar você a manter seus dentes limpos e suas gengivas saudáveis. Confira nossas dicas de higienização do aparelho ortodôntico:

    1 – Faça a escovação corretamente

    Escolha uma escova de cerdas macias e com a cabeça pequena o suficiente para alcançar todas as áreas da sua boca. Além disso, prefira cremes dentais que possuam flúor em sua composição.

    Na hora da escovação, limpe todas as áreas da boca: na frente, em cima e atrás dos dentes. Tenha atenção redobrada na área ao redor dos braquetes e nos espaços entre os fios e os dentes. Nessas áreas, é muito comum que pedaços de comida fiquem presos mais facilmente. Lembre-se também de higienizar as bochechas, língua e céu da boca.

    2 – Busque ferramentas especiais para auxiliar o trabalho

    Existem no mercado algumas ferramentas especiais que auxiliam no processo de higienização do aparelho ortodônticos. A escova de dentes interdental é uma delas: ela parece um pequeno pincel limpador, que consiste em uma haste com cerdas ao redor e ponta. Essa escova é pequena o suficiente para entrar entre os dentes e os fios do aparelho, e por isso chega a lugares onde a escova de dentes padrão não chegaria.

    Outro utensílio que pode auxiliar a limpeza da sua boca é a escova ortodôntica, específica para a limpeza dos braquetes, tanto na parte de cima como na parte de baixo. Ela é uma escova semelhante a comum, mas com cerdas centrais menores e em “V”.

    Os irrigadores orais ou “picaretas de água” – dispositivos que geram um jato de água pressurizado – também podem ser usados para remover detritos em torno de fios e braquetes. Eles não substituem a escovação e o uso do fio dental, mas podem ajudar a manter aqueles espaços mais estreitos sempre limpos.

    3 – Use o fio dental

    Além de escovar, você precisa usar fio dental pelo menos uma vez por dia para manter seus dentes e gengivas saudáveis. Muitas vezes, as bactérias que formam a placa não são removidas apenas com a escovação, e quando não retiradas, podem resultar em cárie dentária e doença nas gengivas.

    Para utilizar o fio dental com eficiência, você precisa passá-lo entre os dentes e movê- lo para cima e para baixo suavemente. Para fazer isso durante o uso de aparelhos, você pode contar com o auxílio de um passa fio. Ele é uma ferramenta que funciona de forma semelhante a uma agulha de costura, que permite que você puxe um fio e o atravesse no espaço do aparelho, empurrando-o para baixo. Então, você
    simplesmente segura o fio e usa-o como faria normalmente.

    4 – Troque de escova regularmente

    Outra dica importante é que você troque a sua escova dentária de 3 em 3 meses ou quando as cerdas já estiverem danificadas. Ao trocar, prefira as que tenha cerdas macias e cabeça pequena.

    5 – Use enxaguante bucal

    O enxaguante é excelente porque ele pode proteger a boca contra a ação de futuras bactérias invasoras, formando uma espécie de escudo protetor ao redor do dente e gengivas. Na hora de escolher o produto ideal, evite aqueles à base de álcool pois eles podem provocar ardência e ressecamento na boca. Opte por enxaguantes à base de CPC (cloreto de cetilpiridínio) + fluoreto.

    O sucesso de um tratamento ortodôntico é o resultado da parceria entre ortodontista e paciente. De um lado, o dentista oferecendo as melhores orientações e tratamento, de outro, o paciente tomando os devidos cuidados com a higienização. De fato, o tratamento de ortodontia pode até exigir muito tempo e esforço – mas acredite: é um investimento que irá compensar toda vez que você sorrir!

    O que achou das nossas dicas? Tem alguma outra dúvida? Entre em contato conosco e agende uma consulta!